Blog

SEO 2014 – O Guia Definitivo!

SEO 2014 – O Guia Definitivo!

Após o zoológico criado pelo Google com o Panda, Pinguim e agora o recente Beija-Flor ou Colibri, muitos webmasters estão encontrando dificuldades para descobrir o que é ainda importante para o SEO… ou o que ainda é relevante. Muitos dizem que o SEO está morto. Outros dizem que a Otimização de Sites virou “marketing de conteúdo”. Mas acredito que tudo isso não passa de uma grande bobagem.

Eu acredito que o SEO ainda está muito vivo. Nossos clientes são prova real disso….

Mas para gerar um guia definitivo e acabar de vez com essa dúvida, reunimos alguns pontos que consideramos importantes:

– Palavras Chave
– On-Page
– Off-Page
– Google Autoria
– Link Building

Pesquisas de Palavra Chave

Embora muita coisa mudou em relação ao ano passado, quando se trata de SEO, os princípios de pesquisa das palavras-chave se mantiveram relativamente estáveis. Então, quais as ferramentas e o recursos que ainda são atuais e relevantes em 2014?

Na lista abaixo, estão algumas das melhores ferramentas de pesquisa de palavras-chave disponíveis em 2014. Tenha em mente que, embora nem todas são gratuitas, todas tem recursos limitados para testes, assim você pode testar e ver se gosta ou se adapta antes de partir para a versão paga:

  • Google Keyword Planner – Para a pesquisa básica de palavras-chave, nada bate a Planner palavra-chave. Utilize esta ferramenta para encontrar sugestões de palavras-chave, o volume de pesquisa e nível de competição.
  • Ubersuggest – Conecte o seu tema ou palavra-chave, e esta ferramenta irá lhe dar acesso a pilhas de palavras-chave relacionadas e frases que você pode querer trabalhar.
  • Wordtracker Keyword Tool – Gera sugestões de palavras-chave, mede a concorrência… sensacional!
  • Moz Keyword Dificuldade e Ferramenta de Análise de SERP – Talvez a melhor ferramenta para analisar o quão competitivos são as palavras-chave. Requer uma assinatura anual, mas vale a pena cada centavo.
  • SEMRush – Esta ferramenta tem a vantagem de permitir que você veja exatamente quais palavras-chave seus concorrentes são alvo, tanto em termos de tráfego orgânico e PPC. Indispensável!

Pessoalmente, eu prefiro começar com a Planner Keyword do Google e executar a pesquisa manual, em seguida, refinar e melhorar esse método usando outras ferramentas, como o SEMRush.

ON-PAGE SEO

Nos últimos 2 anos, a parte de On-Page não mudou muito, infelizmente… o que realmente vai nos diferenciar para o Google e para os usuários, é a questão da criação de sites com qualidade. Seu objetivo ainda deve ser o de produzir produtos de alta qualidade, conteúdo exclusivo que atenda às necessidades e expectativas do seu público.

Mas para garantir que tanto um como o outro tenham acesso a esse conteúdo, não podemos esquecer daqueles detalhes simples, que são tomados na hora da criação do site, mas que fazem toda a diferença:

  • URL
  • Tag de título
  • Tags de cabeçalho
  • Tags de imagem Alt (se for o caso)
  • Conteúdo – Palavras chaves de qualidade, em geral pelo menos 3-4 vezes dentro de seu conteúdo.

Outros importantes fatores de SEO na página incluem:

  • Concentrar-se em textos mais longos, na faixa 1000/2000 em média ou mais.
  • Segmentar seu conteúdo por tópicos e não apenas por palavras chave.
  • Atualizar seu blog com freqüência, sem sacrificar a qualidade do seu conteúdo.

Se você ainda não otimizou seu site para dispositivos móveis, esta deve ser a sua prioridade número 1 deste ano, quando se trata de SEO. O grande uso de dispositivos móveis vai fazer com que cada vez mais o Google efetue buscas por voz e isso vai influenciar diretamente no seu site.

Alguns elementos a serem considerados:

  • Garantir que você tenha um site responsivo que garanta que todos os elementos do seu site são receptíveis ao chamado móveis-friendly.
  • Adaptar seu conteúdo para “leitores móveis”, procurando sempre oferecer dinamismo.
  • Cuidado com consultas de pesquisa de voz: por exemplo, os usuários de que estiver com mãos ocupadas será  mais propensos a consultar “Onde está o posto de gasolina mais próximo” em vez de “posto de gasolina no bairro tal”.
  • Fazer uso do recurso “click to call”.
  • Certificar-se que seu conteúdo móvel carrega rapidamente. O ideal seria páginas móveis que carregam em torno de 1 segundo.

Google Autoria

Configurar o Google Autoria não é difícil, e não deve ser considerada opcional. Ao vincular seu perfil do Google+ com todo o conteúdo que você produz, você reivindica a “propriedade” de todo esse conteúdo, aumentando assim o seu Autor Rank, que é um valor teórico determinado pela qualidade e quantidade de conteúdo que produzem.

Em um vídeo publicado no Google Webmaster, Matt Cutts abordou a seguinte questão “Será que os backlinks podem perder a sua importância na classificação?” A resposta curta é “não, pelo menos por vários anos ainda não“, mas Cutts sugeriu que o Google Autoria irá desempenhar um maior papel no algoritmo do ranking nos próximos anos. “Se pudéssemos ser capazes de dizer, Danny Sullivan escreveu este artigo, ou a Vanessa Fox escreveu este artigo, nos ajudaria a entender, isso é algo em que ele é um especialista neste campo em particular.” Essa relevância será passada pelo Google, através da Autoria.

A autoria também é útil pois constrói sua marca pessoal, e amplia o alcance de seu conteúdo no mercado, linkando sua imagem ao conteúdo no qual você está disponibilizando como especialista. Se você quer corrigir alguma coisa em 2014, configure o Google Autoria agora mesmo.

Link Building

Construção de links de alta qualidade, os chamados “links relevantes” para o seu site é um dos elementos mais demorados do SEO, mas também é um dos mais gratificante. Os links são o fator mais importante no algoritmo de classificação de pesquisa, e uma das maneiras mais eficazes para construir as ligações de entrada é através de blogs.

Você ter um blog relevante, onde pode colocar postagens exclusivas, convidados especiais (guest posts), interagir com o público do seu nicho de mercado tem muitos benefícios além do SEO em só…. veja alguns:

  • Construir e melhorar o seu Autor Ranking
  • Alinha sua marca com os líderes do seu segmento
  • Criação de fortes sinais sociais
  • Geração de leads e tráfego para o seu site
  • Sensibilização para a sua marca
  • Constrói sua marca pessoal
  • trabalha a autoridade e credibilidade da marca
  • Aumenta as taxas de conversão

As melhores práticas de Link Building que você precisa ter em mente, incluem:

  • Foco na qualidade e não quantidade.
  • Tente não pensar nisso como “construção de links”, mas sim “ganhar” as ligações com a publicação de conteúdo incrível dentro e fora de seu site.
  • Concentre-se em adquirir as ligações que poderiam beneficiar o seu negócio, mesmo que os motores de busca não existissem (ou seja, links onde os leitores vão estar genuinamente interessados ​​em seu conteúdo).
  • Use o Google Webmaster Tools para descobrir se o seu perfil de ligação podem ser afetados negativamente por links de baixa qualidade ou ruins. Se assim for, não esquece de remover esses links.
  • Verifique se o seu texto âncora não é manipulado; isso pode desencadear algoritmos de spam que detectam uma ligação considerada antinatural pelo Google.

Quando se trata de produção de conteúdo em sí ainda deve ser vista como regra de ouro tanto para o SEO como para o restante (credibilidade da marca, conversão, visitação, etc). É por isso que muitos especialistas estão divulgando que estratégias de conteúdo serão o “novo SEO”. “A mídia social tornou-se o grande amplificador para a disseminação de conteúdo, tornando-se essencial para qualquer estratégia de conteúdo e de SEO.

SEO está mudando; como as táticas de black hat estão sendo esmagadas pelo algoritmo do Google, as disciplinas que devemos seguir na Otimização de Sites estão cada vez mais próximas do marketing tradicional. E Matt Cutts concorda com isso. Em uma recente entrevista, Cutts disse: “um monte de SEO tem focado em questões técnicas e formas altamente específicas para configurar o seu site e coisas assim. Existem melhores práticas, e você precisa ter certeza de obter o direito básico, mas é verdade que um monte de analista de SEO está nesse momento andando em círculos, procurando voltar ao bom e velho marketing à moda antiga.

Quais as melhores práticas de SEO que você acrescentaria a esta lista? Quais são as maiores mudanças que você experimentou ao longo desse ano e que lhe exigiram esforços em sua estratégia de SEO? Compartilhe seus comentários abaixo!

 

2

Discussion

  1. Francisco Ronaldo  maio 24, 2014

    Olá 4 cores comunicação!

    Disse tudo sobre mudanças, e que o SEO continua e não foi banido 100% ainda como muitos pensam e tenho certeza que vai durar um bom tempo ainda. A verdade na minha opinião é que o Google quer puxar a sardinha pro lado dele querendo deixar de certa forma que SEO orgânico não está tão em conta como outrora e claro a pessoa procurar quem? O dito cujo Adwords (que sacada boa hein!?)

    O único problema que observo é que muitas pessoas querem resultados rápidos e começam a fazer certas extrapolias para conseguir visitas, mas se ela tiver paciência e focar realmente nessas técnicas relatadas nesse artigo e trabalhar corretamente seu link building entre outras…

    …E nos seus textos acrescentar as “long tails” que são palavras chaves de cauda longa que são elas que fazem um site pequeno competir realmente com site grande, então aos poucos a pessoa vai vendo a diferença e que chegará num momento que seu site estará tão otimizado que suas visitas acontecerão naturalmente.

    Valeu pela oportunidade abraço e até a próxima!

    (reply)
    • admin  junho 2, 2014

      Obrigado pela visita, Francisco Ronaldo.
      Você disse tudo… se quer resultado rápido, vai no Adwords…. rs
      No SEO o resultado aparece entre 1 e 3 meses. Mas em compensação, após esse período, seu site não sumirá tão rápido das pesquisas, já que ele ganhou uma credibilidade e isso é muito importante não só para vendas em si, mas também para a fidelização da marca.
      Espero ver você sempre por aqui.
      Um abraço!

      Mauricio
      4 Cores Comunicação

      (reply)

Add a Comment